> Busca por Tema > Ambiente de Aprendizagem




Imprimir
Questão:19. O que se sabe sobre o CONFORTO FÍSICO do edifício escolar?
Resposta: As classes devem ter abundância de luz natural e as janelas devem ter o peitoril baixo o suficiente para que as crianças possam ver o exterior.
Referência1:SELDIN, T. A Sense of Timeless Beauty. Designing Facilities for Montessori Programs. Sarasota: The Montessori Foundation Press. 2001. 76p.
Questão:21. Quais são as considerações do cliente com relação ao AMBIENTE SOCIAL/PSICOLÓGICO a ser providenciado?
Resposta:O AMBIENTE de sala de aula na pedagogia Montessori deve: 1. Proporcionar espaço suficiente para acomodar, confortavelmente, todos os alunos juntamente com os materiais didáticos. 2. A sala de aula deve ser atrativa e organizada para que a criança conduza seu trabalho, despertando seu interesse para explorá-lo até sentir-se satisfeita. 3. Os ambientes de aprendizagem devem ser aconchegantes, confortáveis, convidativos e desafiador. 4. Proporcional ao tamanho da criança. 5. Limitado, evitando estímulos aos quais a criança não possa responder de maneira válida. 6. Simples, eliminando tudo aquilo que possa confundir o aprendiz. 7. Flexível para que se ajuste aos interesses do momento. 8. Ordenado, informando a criança sobre o local exato de cada objeto.
Referência1:MORAES, M. S. L. Escola Montessori: um espaço de conquistas e descobertas. 2009. 129f. Dissertação (Mestrado em Educação). Centro Universitário La Salle. Canoas. - Disponivel em http://biblioteca.unilasalle.edu.br/docs_online/tcc/mestrado/educacao/2009/mslmoraes.pdf - Acessado em 01/03/2014
Referência2:WALDEN, R. (ED.). Schools for the future: design proposals from architectural psychology. Cambridge, MA: Hogrefe, 2009. 261p.
Referência3:RINKE, C. R.; GIMBEL, S. J.; HASKELL, S. Opportunities for Inquiry Science in Montessori Classrooms: Learning from a Culture of Interest, Communication, and Explanation. Research in Science Education, v. 43, n. 4, p. 1517–1533, ago. 2013. - Disponivel em http://link.springer.com/article/10.1007%2Fs11165-012-9319-9 - Acessado em 20/02/2015
Referência4:SELDIN, T. A Sense of Timeless Beauty. Designing Facilities for Montessori Programs. Sarasota: The Montessori Foundation Press. 2001. 76p.
Questão:41. Qual é a relação entre aluno/m² ideal (PARÂMETRO DE ÁREA) para as principais atividades pedagógicas?
Resposta:1. Resolução de problemas: Atividade em grupo (ensino informal) - 3,25 m²/pessoa; Atividade individual - 1,5 a 2,00 m²/pessoa 2. Desenvolvimento de projetos: Sala de projeto - 6,50 m²/pessoa 3. Experimentos: Laboratórios - variável 4. Artes: Ateliê - variável; Anfiteatro - 0.55 a 0.70 m²/assento 5. Apresentações orais: Auditório - 1,07 m²/pessoa 6. Socialização: Áreas comuns - 6.80 m²/ pessoa 7. Reunião: Sala do professor - 3,32 m²/pessoa
Referência1:SOLER, C.; KOWALTOWSKI, D. C. C. K.; PINA, S. A. M. G. Conforto em auditórios: uma proposta de procedimento para o projeto. In: Encontro Nacional e Latino Americano de Conforto no Ambiente Construído. VIII e VI. 2005. Maceió. Anais...Maceió: Antac. 2005. - Disponivel em http://www.iar.unicamp.br/lab/luz/ld/Arquitetura%20teatral/Artigos/conforto_em_auditorios_proposta_de_procedimento_para_o_projeto.pdf - Acessado em 30/09/2014
Referência2:SCOTT-WEBBER. In Sync. Environmental Behavior Research and the Design of Learning Spaces. Michigan: The Society for College and University Planning, 2009.
Referência3:NEUFERT, E. Arte de projetar em arquitetura. Tradução da 21ed. alemã. 5ºed. São Paulo: Gustavo Gili do Brasil, 1976, 431p.
Questão:48. Quais são as pistas de tráfego necessárias para a CIRCULAÇÃO de pedestres e veículos do edifício?
Resposta:Os corredores devem ser projetados para abrigar, além da CIRCULAÇÃO de pessoas, atividades pedagógicas, ou seja, os corredores devem ser considerados como corredores de aprendizagem.
Referência1:AL, S.; SARI, R. M.; KAHYA, N. C. A Different Perspective on Education: Montessori and Montessori School Architecture. Procedia - Social and Behavioral Sciences, v. 46, p. 1866–1871, jan. 2012. - Disponivel em http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S1877042812015224 - Acessado em 20/02/2014
Questão:50. Como ADEQUAR o espaço escolar para abrigar devidamente os estudantes e as atividades pedagógicas?
Link:ADEQUAR O ESPAÇO?
Resposta:BASE PARA ESTUDO INDIVIDUAL espaço para o estudante estudar individualmente, com possibilidade de personalizar o local. Proporciona um espaço para o estudante iniciar seu estudo, pesquisar um assunto, dividir ideias e se envolver em grupos de discussão. Este espaço ajuda o estudante a desenvolver o sentimento de pertencimento, bem como a responsabilidade pelo seu estudo.
Referência1:DOVEY, K.; FISHER, K. Designing for adaptation: the school as socio-spatial assemblage. The Journal of Architecture, v. 19, n. 1, p. 43–63, 2 jan. 2014. - Disponivel em http://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/13602365.2014.882376 - Acessado em 23/04/2015
Referência2:FISHER, K. Linking Pedagogy and space. Melbourne, Victoria, Austrália: Department of Education and Training, 2005. - Disponivel em http://www.education.vic.gov.au/Documents/school/teachers/teachingresources/interdisciplinary/ict/pedagspace.pdf - Acessado em 30/04/2011
Questão:50. Como ADEQUAR o espaço escolar para abrigar devidamente os estudantes e as atividades pedagógicas?
Link:ADEQUAR O ESPAÇO?
Resposta:LABORATÓRIO para abrigar entre 30 a 35 alunos com idade que varia de três em três anos. Destinados a abrigar atividades que requer móveis e/ou equipamentos espacializados, devem proporcionar espaço e infraestrutura para praticar habilidades especiais. Local onde são realizadas atividades interativas, com ênfase no aprendizado pelo fazer. Para ver orientações de projeto para LABORATÓRIO, acesse o link abaixo.
Link:LABORATÓRIO
Referência1:THE ASSOCIATION FOR SCIENCE EDUCATION. School Science Accomodation. An overview of design for architects, designers and schools. Hertfordshire: [s.n.]2015. - Disponivel em http://www.ase.org.uk/resources/lab-design/ - Acessado em 15/04/2015
Referência2:NAIR, P.; FIELDING, R.; LACKNEY, J. The Language of School Design: Design Patterns for 21st Century Schools. 2º. ed. EUA: National Clearinghouse for Educational Facilities, 2009.
Referência3:FISHER, K. Linking Pedagogy and space. Melbourne, Victoria, Austrália: Department of Education and Training, 2005. - Disponivel em http://www.education.vic.gov.au/Documents/school/teachers/teachingresources/interdisciplinary/ict/pedagspace.pdf - Acessado em 30/04/2011
Referência4:DOVEY, K.; FISHER, K. Designing for adaptation: the school as socio-spatial assemblage. The Journal of Architecture, v. 19, n. 1, p. 43–63, 2 jan. 2014. - Disponivel em http://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/13602365.2014.882376 - Acessado em 23/04/2015
Referência5:HICKMAN, R. Art Rooms and Art Teaching. Art Education, v. 54, n. 1, p. 6–11, 1 jan. 2001. - Disponivel em http://aorakiehsas.wikispaces.com/file/view/art+rooms+and+art+teaching.pdf - Acessado em 19/10/2015
Referência6:TAYLOR, A. P. Linking architecture and education: sustainable design for learning environments. Albuquerque: University of New Mexico Press, 2009. 472p.
Questão:50. Como ADEQUAR o espaço escolar para abrigar devidamente os estudantes e as atividades pedagógicas?
Link:ADEQUAR O ESPAÇO?
Resposta:SALA DE PROJETO para abrigar entre 30 a 35 alunos com idade que varia de 3 a 3 anos. Espaço que proporciona uma variedade de superfícies de trabalho, espaço para guardar material, área para guardar projetos em desenvolvimento, ferramentas e tecnologia. Esse ambiente acolhe atividades interativas que enfatizam o aprendizado através do "fazer com as mãos". Para ver orientações de projeto para SALA DE PROJETO, acesse o link abaixo.
Link:SALA DE PROJETO
Referência1:LIPPMAN, P. C. The L-Shaped Classroom: A Pattern for Promoting Learning. [s.l.] DesignShare, 2006. - Disponivel em http://www.designshare.com/index.php/articles/the-l-shaped-classroom/ - Acessado em 18/03/2014
Referência2:DOVEY, K.; FISHER, K. Designing for adaptation: the school as socio-spatial assemblage. The Journal of Architecture, v. 19, n. 1, p. 43–63, 2 jan. 2014. - Disponivel em http://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/13602365.2014.882376 - Acessado em 23/04/2015
Referência3:FISHER, K. Linking Pedagogy and space. Melbourne, Victoria, Austrália: Department of Education and Training, 2005. - Disponivel em http://www.education.vic.gov.au/Documents/school/teachers/teachingresources/interdisciplinary/ict/pedagspace.pdf - Acessado em 30/04/2011
Referência4:SCOTT-WEBBER. In Sync. Environmental Behavior Research and the Design of Learning Spaces. Michigan: The Society for College and University Planning, 2009.
Questão:50. Como ADEQUAR o espaço escolar para abrigar devidamente os estudantes e as atividades pedagógicas?
Link:ADEQUAR O ESPAÇO?
Resposta:O ambiente de aprendizagem FLEXÍVEL para abrigar entre 30 a 35 alunos com idade que variam de três em três anos. Este ambiente deve proporcionar ao aprendiz a possibilidade de modificar o ambiente para demandas de trabalho em grupo e/ou individual, bem como acomodar diferentes modalidades de aprendizagem, permitindo ao usuário mudar a configuração do espaço sempre que necessário. Para saber mais sobre orientações de projeto para o ambiente de aprendizagem FLEXÍVEL acesse o link abaixo.
Link:SALA DE AULA FLEXÍVEL
Referência1:LOPATA, C.; WALLACE, N. V.; FINN, K. V. Comparison of academic achievement between Montessori and traditional education programs. Journal of research in childhood education, v. 20, n. 1, p. 5–13, 2005. - Disponivel em http://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/02568540509594546 - Acessado em 20/10/2013.
Referência2:LIPPMAN, P. C. The L-Shaped Classroom: A Pattern for Promoting Learning. [s.l.] DesignShare, 2006. - Disponivel em http://www.designshare.com/index.php/articles/the-l-shaped-classroom/ - Acessado em 18/03/2014
Referência3:KOWALTOWSKI, D. C. C. K. Arquitetura escolar o projeto do ambiente de ensino. São Paulo: Oficina de Textos, 2011.
Referência4:FISHER, K. Linking Pedagogy and space. Melbourne, Victoria, Austrália: Department of Education and Training, 2005. - Disponivel em http://www.education.vic.gov.au/Documents/school/teachers/teachingresources/interdisciplinary/ict/pedagspace.pdf - Acessado em 30/04/2011
Referência5:LALOUEYAN, M.; SOBOUTI, H. Seating Arrangement Impact on the Students’Learning in Educational Spaces. International Journal of Basic Sciences & Applied Research, v. 3, p. 170–179, 2014. - Disponivel em http://isicenter.org/fulltext2/paper-28022015094826.pdf - Acessado em 24/06/2015
Referência6:MONAHAN, T. Flexible Space & Built Pedagogy: emerging IT Embodiments. Inventio, v. 4, n. 1, p. 1–19, 2002. - Disponivel em http://www.torinmonahan.com/#!papers-on-education-and-technology/cmhy - Acessado em 26/05/2014
Referência7:VAN DER VOORDT, T. J. M.; VAN WEGEN, H. B. R. Arquitetura sob o olhar do usuário. Tradução de Maria Beatriz de Medina. São Paulo: Oficina de Textos, 2013. 237p.
Questão:50. Como ADEQUAR o espaço escolar para abrigar devidamente os estudantes e as atividades pedagógicas?
Link:ADEQUAR O ESPAÇO?
Resposta:A escola deve encorajar as crianças a terem uma vida saudável através da prática de diferentes atividades físicas. Para ver orientações projetuais para espaços destinados a atividade física, acesse o link abaixo.
Link:ESPAÇOS PARA PRATICAR ESPORTES
Referência1:GORMAN, N. LACKNEY, J. A.; ROLLINGS, K.; HUANG, T.T. Designer schools: the role of school space and architecture in obesity prevention. Obesity (Silver Spring, Md.), v. 15, n. 11, p. 2521–2530, nov. 2007. - Disponivel em http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/18070739 - Acessado em 06/06/2015
Referência2:KOWALTOWSKI, D. C. C. K. Arquitetura escolar o projeto do ambiente de ensino. São Paulo: Oficina de Textos, 2011.
Referência3:LIPPMAN, P. C. Evidence-based design of elementary and secondary schools. Hoboken, N.J: J. Wiley, 2010.
Referência4:O'Donnell Wicklund Pigozzi and Peterson, Architects Inc, VS Furniture, and Bruce Mau Design. The Third Teacher: 79 Ways You Can Use Design to Transform Teaching & Learning. New York: Abrams, 2010.254p.
Referência5:NAIR, P.; FIELDING, R.; LACKNEY, J. The Language of School Design: Design Patterns for 21st Century Schools. 2º. ed. EUA: National Clearinghouse for Educational Facilities, 2009.
Referência6:NEUFERT, E. Arte de projetar em arquitetura. Tradução da 21ed. alemã. 5ºed. São Paulo: Gustavo Gili do Brasil, 1976, 431p.
Questão:50. Como ADEQUAR o espaço escolar para abrigar devidamente os estudantes e as atividades pedagógicas?
Link:ADEQUAR O ESPAÇO?
Resposta:BIBLIOTECA A biblioteca tem um importante papel no aprendizado dos alunos, pois é um lugar onde os estudantes podem se engajar com seus próprios projetos, explorar novos temas e textos sozinhos de acordo com seu interesse e desejo. Esse espaço pode também promover encontros entre os estudantes. Para ver mais orientações de projeto para BIBLIOTECA, acesse o link abaixo.
Link:BIBLIOTECA
Referência1:DEAN, E.; DEMMERS, L. Universal Access in Libraries. Califórnia: Institute of Museum and Library Services, 2004. - Disponivel em http://www.compassionatelibrarian.net/uploads/1/2/8/0/12807133/universalaccesslibraries.pdf - Acessado em 13/12/2015
Referência2:OKAMOTO, J. Percepção Ambiental e Comportamento. São Paulo: Plêiade, 1996. 200p.
Referência3:KAYA, N.; BURGESS, B. Territoriality: Seat Preferences in Different Types of Classroom Arrangements. Environment and Behavior, v. 39, n. 6, p. 859–876, 10 jul. 2007. - Disponivel em http://eab.sagepub.com/content/39/6/859.abstract - Acessado em 14/08/2015
Referência4:SOUSA, M. N. P. de O e. Padrões em projetos arquitetônicos de bibliotecas públicas. 2012. 237f. Dissertação (Mestrado) Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo. Unicamp. Campinas. - Disponivel em http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=000896577 - Acessado em 12/01/2016
Referência5:NAIR, P.; FIELDING, R.; LACKNEY, J. The Language of School Design: Design Patterns for 21st Century Schools. 2º. ed. EUA: National Clearinghouse for Educational Facilities, 2009.
Referência6:Whole Building Design Guide - Disponivel em https://www.wbdg.org/ - Acessado em 05/03/2014
Questão:50. Como ADEQUAR o espaço escolar para abrigar devidamente os estudantes e as atividades pedagógicas?
Link:ADEQUAR O ESPAÇO?
Resposta:ESPAÇOS PARA ARTE. Destinados para atividades relacionadas à arte, esses espaços devem ser planejados para que as pessoas sejam vistas e escudas, bem como ter potencial para ser o centro cultural ou o coração da escola. Para ver mais orientações de projeto para ESPAÇOS PARA ARTE, acesse o link abaixo.
Link:ESPAÇOS PARA ARTE
Referência1:NAIR, P.; FIELDING, R.; LACKNEY, J. The Language of School Design: Design Patterns for 21st Century Schools. 2º. ed. EUA: National Clearinghouse for Educational Facilities, 2009.
Referência2:LIPPMAN, P. C. Evidence-based design of elementary and secondary schools. Hoboken, N.J: J. Wiley, 2010.
Referência3:BERGSAGEL, V. Architecture for achievement: building patterns for small school learning. Mercer Island, Wash.: Eagle Chatter Press, 2007.
Referência4:SOLER, C.; KOWALTOWSKI, D. C. C. K.; PINA, S. A. M. G. Conforto em auditórios: uma proposta de procedimento para o projeto. In: Encontro Nacional e Latino Americano de Conforto no Ambiente Construído. VIII e VI. 2005. Maceió. Anais...Maceió: Antac. 2005. - Disponivel em http://www.iar.unicamp.br/lab/luz/ld/Arquitetura%20teatral/Artigos/conforto_em_auditorios_proposta_de_procedimento_para_o_projeto.pdf - Acessado em 30/09/2014
Questão:50. Como ADEQUAR o espaço escolar para abrigar devidamente os estudantes e as atividades pedagógicas?
Link:ADEQUAR O ESPAÇO?
Resposta:SALA DOS PROFESSORES Espaço para trabalhar em grupo ou individual destinada a equipe de professores. Preferencialmente, deve ficar próximo a área destinada preparação do material e espaços de encontro. Para ver mais orientações de projeto para SALA DO PROFESSOR, acesse o link abaixo.
Link:SALA DO PROFESSOR
Referência1:LACKNEY. Thirty Three Educational Design Principles for Schools & Community. National Cleanringhouse for Educational Facilities, 2000. - Disponivel em http://eric.ed.gov/?id=ED450544 - Acessado em 25/05/2014
Referência2:NAIR, P.; FIELDING, R.; LACKNEY, J. The Language of School Design: Design Patterns for 21st Century Schools. 2º. ed. EUA: National Clearinghouse for Educational Facilities, 2009.
Referência3:KOWALTOWSKI, D. C. C. K. High School Building Design in Relation ti New and Changing Teaching Methods and Their Goals. 1970. 139p. Thesis (Master of Architecture).University of California. Berkeley.
Questão:50. Como ADEQUAR o espaço escolar para abrigar devidamente os estudantes e as atividades pedagógicas?
Link:ADEQUAR O ESPAÇO?
Resposta:REFEITÓRIO Deve-se providenciar para os alunos ambientes encorajem a alimentação saudável. Para ver mais orientações de projeto para ESPAÇO PARA ALIMENTAÇÃO, acesse o link abaixo.
Link:ESPAÇO PARA ALIMENTAÇÃO
Referência1:NAIR, P.; FIELDING, R.; LACKNEY, J. The Language of School Design: Design Patterns for 21st Century Schools. 2º. ed. EUA: National Clearinghouse for Educational Facilities, 2009.
Referência2:HUANG, T. T.-K.; SORENSEN, D.; DAVIS, S.; FRERICHS, L.; BRITTIN, J.; CELENTANO, J. CALLAHANK.; TROWBRIDGE, M. J. Healthy Eating Design Guidelines for School Architecture. Preventing Chronic Disease, v. 10, p. E27, 2013. - Disponivel em http://www.cdc.gov/pcd/issues/2013/12_0084.htm - Acessado em 12/02/2015
Referência3:GORMAN, N. LACKNEY, J. A.; ROLLINGS, K.; HUANG, T.T. Designer schools: the role of school space and architecture in obesity prevention. Obesity (Silver Spring, Md.), v. 15, n. 11, p. 2521–2530, nov. 2007. - Disponivel em http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/18070739 - Acessado em 06/06/2015
Questão:50. Como ADEQUAR o espaço escolar para abrigar devidamente os estudantes e as atividades pedagógicas?
Link:ADEQUAR O ESPAÇO?
Resposta:ÁREA DE APRENDIZADO INFORMAL Áreas amplas destinadas não só para encontros casuais, mas também para o aprendizado informal em grupo ou individual, reflexões individuais e discussões informais. A atmosfera informal desse espaço permite ao aluno um descanso dos ambientes de ensino formal. Para ver orientações de projeto para ÁREAS DE APRENDIZADO INFORMAL, acesse o link abaixo.
Link:ÁREAS DE APRENDIZADO INFORMAL
Referência1:NAIR, P.; FIELDING, R.; LACKNEY, J. The Language of School Design: Design Patterns for 21st Century Schools. 2º. ed. EUA: National Clearinghouse for Educational Facilities, 2009.
Referência2:FISHER, K. Linking Pedagogy and space. Melbourne, Victoria, Austrália: Department of Education and Training, 2005. - Disponivel em http://www.education.vic.gov.au/Documents/school/teachers/teachingresources/interdisciplinary/ict/pedagspace.pdf - Acessado em 30/04/2011
Questão:50. Como ADEQUAR o espaço escolar para abrigar devidamente os estudantes e as atividades pedagógicas?
Link:ADEQUAR O ESPAÇO?
Resposta:É importante que o aluno tenha um lugar seguro para guardar seus pertences. Para consultar orientações de projeto para ESPAÇO PARA GUARDAR PERTENCES, acesse o link abaixo
Link:ESPAÇO PARA GUARDAR PERTENCES
Referência1:NAIR, P.; FIELDING, R.; LACKNEY, J. The Language of School Design: Design Patterns for 21st Century Schools. 2º. ed. EUA: National Clearinghouse for Educational Facilities, 2009.
Referência2:KOWALTOWSKI, D. C. C. K. Arquitetura escolar o projeto do ambiente de ensino. São Paulo: Oficina de Textos, 2011.
Questão:50. Como ADEQUAR o espaço escolar para abrigar devidamente os estudantes e as atividades pedagógicas?
Link:ADEQUAR O ESPAÇO?
Resposta:O contato com a natureza traz muitos benefícios para a criança. Para ver orientações de projeto para áreas externas, acesse o link abaixo.
Link:ÁREAS EXTERNAS
Referência1:FEDRIZZI, B. Subsídios para projetos de pátios escolares públicos em Porto Alegre. ARQTEXTO, Porto Alegre. Nº8. p. 96–101, 2006. - Disponivel em http://www.ufrgs.br/propar/publicacoes/ARQtextos/PDFs_revista_8/8_Beatriz%20Fedrizzi.pdf - Acessado em 23/02/2015
Referência2:LACKNEY. Thirty Three Educational Design Principles for Schools & Community. National Cleanringhouse for Educational Facilities, 2000. - Disponivel em http://eric.ed.gov/?id=ED450544 - Acessado em 25/05/2014
Referência3:MOZAFFAR, F.; SOMAYEH MIRMORADI, S.. Effective Use of Nature in Educational Spaces Design. Organization, Technology & Management in Construction: An International Journal, v. 4, n. 1, p. 381-392, 2012. - Disponivel em http://www.grad.hr/otmcj/clanci/vol4_is1/vol4_is1_3.html - Acessado em 21/05/2014
Referência4:RUSSELL, M. H. Conecting Children to Nature in a Montessori Primary Environment. Master of Science in Education. 2014. 64p. Thesis (Master of Science in Education - Montessori ). University of Wisconsin. Wisconsin. - Disponivel em https://minds.wisconsin.edu/handle/1793/69013 - Acessado em 13/02/2015
Referência5:SANOFF, H.; WALDEN, R. School Environments. In: The Oxford handbook of environmental and conservation psychology. New York: Oxford University Press, 2012. p. 276-294.
Referência6:TAYLOR, A. P. Linking architecture and education: sustainable design for learning environments. Albuquerque: University of New Mexico Press, 2009. 472p.
Questão:55. Quais são as RELAÇÕES DE ÁREA? Por exemplo: área de cobertura, a quantidade de pessoas por m² e outras medidas de comparação de densidade?.
Resposta:A escola montessoriana deve considerar no ensino fundamental Superfície de aula: 3,25m² por aluno matriculado (mínimo); 6,96m² para cada aluno matriculado (ideal). Número ideal de alunos em sala de aula: entre 30 a 35 alunos."
Referência1:SELDIN, T. A Sense of Timeless Beauty. Designing Facilities for Montessori Programs. Sarasota: The Montessori Foundation Press. 2001. 76p.
Questão:59. Quais são as implicações PSICOLÓGICAS da forma na TERRITORIALIDADE e MOVIMENTO das pessoas e veículos?
Resposta:As salas de aula não devem ser confinadas em corredores, mas devem possuir sempre, pelo menos, duas das paredes fazendo fronteira com o exterior.
Link:PAREDES EXTERNAS
Referência1:LIPPMAN, P. C. Evidence-based design of elementary and secondary schools. Hoboken, N.J: J. Wiley, 2010.
Questão:59. Quais são as implicações PSICOLÓGICAS da forma na TERRITORIALIDADE e MOVIMENTO das pessoas e veículos?
Resposta:As salas de aula devem ser articuladas para dar suporte a trabalhos individuais e em pequenos grupos.
Referência1:AL, S.; SARI, R. M.; KAHYA, N. C. A Different Perspective on Education: Montessori and Montessori School Architecture. Procedia - Social and Behavioral Sciences, v. 46, p. 1866–1871, jan. 2012. - Disponivel em http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S1877042812015224 - Acessado em 20/02/2014
Questão:59. Quais são as implicações PSICOLÓGICAS da forma na TERRITORIALIDADE e MOVIMENTO das pessoas e veículos?
Resposta:O planejamento do ambiente de aprendizagem é muito importante para a pedagogia Montessori. Os objetos devem ser dispostos e organizados no recinto para que a criança, por si mesma, escolha um e utilize-o segundo seus interesses e rítmo, aprendendo através da ativa descoberta do ambiente.
Referência1:LANCILLOTTI, S. S. P. Pedagogia Montessoriana: ensaio de individualização do ensino. Histedbr, p. 164–173, maio 2010. - Disponivel em http://www.histedbr.fe.unicamp.br/revista/edicoes/37e/art11_37e.pdf - Acessado em 27/06/2013
Questão:62. Qual é o efeito da EFICIÊNCIA do LAYOUT na qualidade da edificação?
Resposta:Montessori destaca a importância do ambiente preparado para se obter um efetivo ensino e aprendizagem. Assim, o LAYOUT é articulado para: 1. Ajudar a criança a crescer. 2. Ajudar a criança a crescer fisicamente independente. 3. Satisfazer suas necessidades básicas e aptidão. 4. Ajuda a criança a se tornar autosuficiente. 5. Disciplinar a criança.
Referência1:DE JESUS, R. Design Guidelines for Montessori Schools. Milwaukee Center for Architecture and Urban Planning Research, University of Wisconsin-Milwaukee. 1987. - Disponivel em http://dc.uwm.edu/cgi/viewcontent.cgi?article=1000&context=caupr_mono - Acessado em 28/04/2015
Questão:63. Qual é o efeito dos EQUIPAMENTOS na QUALIDADE do espaço projetado?
Resposta:Para a pedagogia Montessori, o ambiente de aprendizagem, objetos e EQUIPAMENTOS dispostos no mesmo, devem possuir as seguintes características: 1. Isolamento de uma qualidade no material: o material deve evidenciar uma única qualidade, ou seja, para distinguir um objeto pela sua cor é necessário construir vários com a mesma substância, formato e dimensões, diferenciando-os somente pela cor. 2. Controle do erro: é necessário que o material ofereça o controle de erro. Por exemplo, no caso de encaixes sólidos de blocos de madeira, que se a criança cometer um erro não será mais possível colocar os blocos em seus devidos lugares. 3. Estética: o material e tudo mais que rodeia a criança deve ser planejado e organizado para atraí-la. 4. Possibilidade de auto atividade: é necessário que o material didático e o ambiente de aprendizagem ofereçam várias possibilidades de atividades. Não basta que o material ou ambiente seja bonito, deve também apresentar situações onde haja a possibilidade de apalpar, remover, deslocar, etc. 5. Limites: o material deve ser limitado em quantidade, pois Maria Montessori acreditava que a criança é uma exploradora nata do mundo que a rodeia e necessita de um caminho limitado e direto, que a conduza a sua missão. Os meios destinados a auxiliar a criança a compreender as inúmeras coisas que a rodeia devem ser limitados ao mínimo necessário para poupar e fazê-la avançar com segurança pelo árduo cominho do desenvolvimento.
Referência1:MONTESSORI, M. Pedagogia Científica. A descoberta da criança. Tradução de Aury Azelio Brunetti. São Paulo: FLAMBOYANT, 1965.
Questão:74. Quais são os PARÂMETROS de ESPAÇO para atividades específicas e o número de participantes?
Resposta:Cálculo para 30 a 35 alunos por ambiente de aprendizagem 1. Sala de aula flexível para trabalho individual ou pequenos grupos: 97,50m² a 113,75m² para 35 alunos (3,25m² por aluno). 2. Sala de projeto (pintar, trabalhos manuais) - recomenda-se entre 195m² a 227,5m² para 30 a 35 alunos (consultar Menu Conceitos da Psicologia Ambiental, submenu Densidade Humana). 3. Área externa: variado. 4. Laboratório especializado – consultar Menu Arquitetura escolar, submenu Ambientes de Aprendizagem - Laboratórios
Referência1:NEUFERT, E. Arte de projetar em arquitetura. Tradução da 21ed. alemã. 5ºed. São Paulo: Gustavo Gili do Brasil, 1976, 431p.
Referência2:FISHER, K. Linking Pedagogy and space. Melbourne, Victoria, Austrália: Department of Education and Training, 2005. - Disponivel em http://www.education.vic.gov.au/Documents/school/teachers/teachingresources/interdisciplinary/ict/pedagspace.pdf - Acessado em 30/04/2011
Referência3:SCOTT-WEBBER. In Sync. Environmental Behavior Research and the Design of Learning Spaces. Michigan: The Society for College and University Planning, 2009.
Questão:87. Existe a necessidade de um espaço comum MULTIPROPÓSITO ou com TRÁFEGO MULTIDIRECIONAL com a intenção de PROMOVER ENCONTROS combinados ou eventuais?
Resposta:Na pedagogia Montessori, espaços MULTIPROPÓSITOS e a PROMOÇÃO DE ENCONTROS é característico de vários espaços de aprendizagem. 1. Salas de aulas articuladas para abrigar atividades variadas, realizadas em grupo ou individual. 2. Corredores de aprendizagem projetados para funcionarem, também, como ambientes de aprendizagem. 3. Espaços internos e externos conectados para proporcionar ao aluno a oportunidade de estudar e caminhar rodeado pela natureza. 4. Proporcionar espaços sociais convidativos que PROMOVA ENCONTROS. Para ver o gráfico dos espaços MULTIPROPÓSITO E MULTIDIRECIONAL, acesse o link abaixo.
Link:MULTIPROPÓSITO E MULTIDIRECIONAL
Referência1:AL, S.; SARI, R. M.; KAHYA, N. C. A Different Perspective on Education: Montessori and Montessori School Architecture. Procedia - Social and Behavioral Sciences, v. 46, p. 1866–1871, jan. 2012. - Disponivel em http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S1877042812015224 - Acessado em 20/02/2014
Referência2:LIPPMAN, P. C. Evidence-based design of elementary and secondary schools. Hoboken, N.J: J. Wiley, 2010.
Referência3:SELDIN, T. A Sense of Timeless Beauty. Designing Facilities for Montessori Programs. Sarasota: The Montessori Foundation Press. 2001. 76p.
Questão:96. Existe a necessidade NICHOS INDIVIDUAIS ou TERRITORIALIDADE de estudantes e professores?
Resposta:A escola Montessori ao desenvolver o autoaprendizado do aluno, valoriza o trabalho em grupo, mas também dá ao aluno a liberdade de escolher se quer trabalhar sozinho ou em grupo. Assim, no ambiente de aprendizagem Montessoriano é necessário o prever NICHOS INDIVIDUAIS.
Referência1:MONTESSORI, M. Pedagogia Científica. A descoberta da criança. Tradução de Aury Azelio Brunetti. São Paulo: FLAMBOYANT, 1965.
Questão:103. É possível combinar várias funções em um ESPAÇO VERSÁTIL e MULTIFUNCIONAL?
Resposta:A sala de aula deve possuir vários temas científicos integrados.
Referência1:RINKE, C. R.; GIMBEL, S. J.; HASKELL, S. Opportunities for Inquiry Science in Montessori Classrooms: Learning from a Culture of Interest, Communication, and Explanation. Research in Science Education, v. 43, n. 4, p. 1517–1533, ago. 2013. - Disponivel em http://link.springer.com/article/10.1007%2Fs11165-012-9319-9 - Acessado em 20/02/2015
Questão:115. Quais são as áreas destinadas cada ATIVIDADE e como se organizam: locação, tipo de espaço e tempo?
Resposta:Organização: 1. Conjunto pedagógico: área comum, salas de aula, laboratórios, ateliês, biblioteca. 2. Conjunto de vivência e assistência: pátio interno e externo, refeitório, quadra. 3. Conjunto administração e apoio pedagógico: administração e salas dos professores. 4. Conjunto de serviços: cozinha. Atividades: 1. Sala de aula: pesquisa, resolução de problemas, desenvolvimento de projeto. 2. Administração: atividades burocráticas. 3. Sala do professor: aperfeiçoamento profissional e reuniões. 4. Pátio interno: socialização. 5. Pátio externo: socialização, estudo em grupo ou individual. 6. Biblioteca: pesquisa, leitura, estudo e socialização. 7. Ateliê: atividade prática. 8. Laboratório: atividade prática. 9. Refeitório: Alimentar-se. 10. Cozinha: preparo dos alimentos. 11. Quadra: atividade física. Para ver o gráfico da LOCALIZAÇÃO DAS ATIVIDADES, acesse o link abaixo.
Link:LOCALIZAÇÃO DAS ATIVIDADES
Referência1:Escola Montessoriana Waalsdorp - Disponivel em http://www.archdaily.com.br/br/759921/escola-montessoriana-waalsdorp-de-zwarte-hond - Acessado em 02/10/2015.
Referência2:COMPASS MONTESSORI SCHOOL. - Disponivel em http://www.ewersarchitecture.com/commercial/school_1123.html - Acessado em 08/01/2015
Referência3:Escola Primária em Karlsruhe - Disponivel em http://www.archdaily.com.br/br/01-138519/escola-primaria-em-karlsruhe-slash-wulf-architekten - Acessado em 02/10/2015
Questão:116. Existe a necessidade de ESTACIONAMENTO e ÁREA EXTERNA?
Resposta:O contato dos alunos com a natureza é muito importante para a pedagogia Montessori. Assim, o espaço escolar necessita proporcionar à criança a possibilidade de interagir com a natureza. Por isso, as áreas externas de uma escola Montessori deve oferecer a oportunidade para o estudante estudar ou caminhar rodeado pela natureza, encorajando o amor e o respeito pela mesma.
Referência1:SELDIN, T. A Sense of Timeless Beauty. Designing Facilities for Montessori Programs. Sarasota: The Montessori Foundation Press. 2001. 76p.
Referência2:LIPPMAN, P. C. Evidence-based design of elementary and secondary schools. Hoboken, N.J: J. Wiley, 2010.
Questão:133. Quais são as necessidades únicas de DESEMPENHO para acomodar as principais ATIVIDADES pedagógicas do projeto?
Resposta:1. Um projeto subsidiado pela ergonomia resulta em um espaço de aprendizado apropriado à faixa etária da criança. 2. A liberdade de escolha traz a necessidade do ambiente de aprendizagem oferecer diferentes temas da ciência para que o aluno possa decidir qual disciplina deseja trabalhar. 3. A organização do interior da sala de aula - layout, cor, material didático - é importante para estimular no seu aprendizado.
Questão:134. Quais são as necessidades únicas de DESEMPENHO criadas pelas RELAÇÕES entre as atividades?
Resposta:1. Na organização espacial do edifício escolar, as salas de aula devem ser distribuídas de acordo com a faixa etária da criança. 2. Os espaços internos (corredores de aprendizagem, interior da sala de aula) e externos devem se conectar.
Imprimir